A nossa rotina geralmente é muito estressante: cobranças no trabalho, estudos, responsabilidades entre outros fatores que desencadeiam momentos de ansiedade durante o dia. Com a pandemia, este cenário se agravou, o confinamento e isolamento social fizeram com que as pessoas se sentissem mais deprimidas, inseguras e desanimadas. Por isso, dar atenção à nossa saúde mental é extremamente importante principalmente agora.

Aproveitando a data do Setembro Amarelo, listamos algumas dicas que podem te ajudar a cuidar melhor da saúde mental e ter mais qualidade de vida. Confira:

Saiba lidar com a sua rotina

É muito comum, principalmente trabalhando em casa, que a gente passe muito tempo conectado. Mas mesmo em home office é importante cumprir a carga horária de trabalho e após o expediente, “se desconectar”.

Busque manter seus horários das refeições, descanso e outras atividades de lazer. Estabelecer uma rotina é muito importante para nos manter motivados, conseguir cumprir os compromissos e também educar a nossa mente.

Faça meditação

Com tantas preocupações e tarefas, nosso cérebro vive em constante alerta. Por isso, mesmo que você não tenha o hábito de meditar, é importante separar um momento para prestar atenção na respiração e tentar relaxar.

Atualmente existem uma infinidade de aplicativos que ajudam até mesmo os iniciantes a começar o hábito da meditação. Durante a prática é possível exercitar a atenção plena, também conhecida como mindfulness, que se refere ao estado mental em que o indivíduo se atenta somente ao presente, sem divagar em outros pensamentos.

Exercitar a atenção plena permite que você se concentre melhor, foque na tarefa que está executando e tenha mais calma e assertividade para tomar decisões.

Leia ou tenha algum hobbie

É extremamente importante ocupar a nossa mente com coisas divertidas. Você pode ler seu gênero favorito, assistir a um filme ou série ou até mesmo encontrar um passatempo como algum tipo de trabalho manual.

Separar um momento da nossa rotina a alguma atividade prazerosa é de grande importância para exercitar o nosso cérebro. Além de nos deixar motivados, relaxados e contribuir para a diminuição da ansiedade do nosso dia a dia.

Se movimente!

O corpo precisa de movimento constante. Mesmo não sendo indicado frequentar espaços fechados com grande concentração de pessoas como academias, você pode encontrar outras atividades para se exercitar.

São inúmeras opções! Você pode caminhar, correr, andar de bicicleta, fazer aulas de dança online, yoga, pilates, lutas ou qualquer outro esporte que se identificar. Não importa qual atividade da sua escolha, o ideal é manter a frequência de exercícios, pelo menos, duas ou três vezes por semana.

Os exercícios físicos, além de serem ótimos para o nosso corpo, ajudam a modular a serotonina, hormônio responsável pela sensação de felicidade e bem estar.

Evite o uso de cigarro, álcool e outras drogas

Muitas pessoas tem o costume de ingerir bebidas alcoólicas ou fumar para ajudar a lidar com estresse. Entretanto esta prática pode ter um efeito reverso em nossa saúde. Apesar do consumo de álcool, cigarro ou drogas psicoativas possam trazer um alívio momentâneo para a ansiedade, o uso prolongado destas substâncias pode levar à dependência.

Como reconhecer sintomas de depressão?

Estar atento às nossas emoções, sentimentos e expectativas é imprescindível para garantir a saúde mental e o bem estar. Mas como saber se estamos apenas em um dia ruim ou em um quadro depressivo?

Fique atento às mudanças de humor: perda de interesse em todas as atividades, solidão, tédio constante, desesperança, ansiedade ou tristeza constantes.

Como está seu comportamento? Tem um excesso de agitação, irritabilidade, choro excessivo ou comportamento de automutilação? Tem muita fome ou fadiga o tempo todo?

Houve uma grande perda ou ganho de peso nos últimos tempos sem nenhum motivo de saúde?

Está passando por grandes distúrbios de sono como insônia, noites mal dormidas, excesso de sonolência ou sono leve?

Além disso, também é importante ficar atento ao abuso de substâncias como álcool, cigarro e drogas e se você tem pensamentos suicidas. É muito importante buscar ajuda profissional para ajudar a ter um diagnóstico correto e obter orientações sobre tratamentos. 

A depressão é como qualquer outra doença. Ela tem efeitos físicos e mentais e necessita de acompanhamento médico. Se você tem dúvidas, procure um profissional capacitado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.